Eu sou daquelas pessoas que sempre gostou dos livros, acredito que por conta da viagem, por conta daqueles momentos em que você se perde tanto na leitura que faz parte dela.

Eu devorava livros quando criança e depois quando adolescente, e depois de adulta, vieram as responsabilidades, o estudo o casamento é a cada dia foi diminuindo o ritmo, e as redes sócias foram tomando tempo, e passei a ler os pequenos pensamentos, mas três linhas não fazem um livro, não descrevem um universo em que você pode imaginar e entrar, ou pensar como sua vida seria se você fosse a personagem principal do livro, eu me vi limitada em olhar para a vida social alheia e me vi triste, e me fazia perguntas como: por que eu não fui convidada para esta festa? Por que eu não posso viajar também para outro país? Por que eu não posso passear e comer açaí no domingo cheio de amigos?

Ah lembrei, ninguém te convidou lembra? Você não pode ir para outro país porque você trabalha, você não pode comer açaí no domingo 01 você não tem amigos, 02 você está estudando…

Eu me dei um tempo, muito depois de perceber do tempo perdido lendo pequenas frases, e espiando a vida alheia e me entristecer por coisas que até então eu nem queria, ou sentia falta, eu sempre tive os livros, os livros sim, estes você pode cheirar, e folhear, o Herói é teu até o final!

O que os olhos veem a mente cobiça, e traz a insatisfação, traz a solidão, traz um vazio que você não tinha, mas agora tem, só porque tem uma foto de alguém sorrindo naquela situação, mas e depois? A foto foi tirada a pessoa será que continua sorrindo, ou está procurando ou ângulo?

É Rede Social ou Rede da Alta Sociedade e Mídia?

E os psicólogos, psicanalistas e farmacêuticas agradecem!

A insatisfação do ser humano é cada vez mais insaciável, e as pessoas mais infelizes, e agora também compram até livros de auto ajuda, que alguém postou dizendo ser muito bom em apenas três linhas.

Já eu acho que eu prefiro os livros, de longas histórias, páginas e páginas de ficção, e aventuras, ou romance, cheia de amigos só meus, em um mundo criado pela minha mente que desde criança já se satisfazia com o cheiro de um bom livro.

Submitted by Juliene Guarento

Leave a Reply

Your email address will not be published.